quinta-feira, janeiro 18, 2007

Anima Mundi

Finalmente, a consciência atinge o momento de absorver e compreender o movimento provocado pelo corpo. O tempo o anunciava, mas pela incompreensão do porquê desse sentimento, o corpo, fatigado, recusava-se a aceitar. A alma com o receio de morrer recusava-se a abandoná-lo pois havia-se apaixonado por ele.

Como dizia Platão o real são as ideias, pois essas são eternas. Mil formas pode um corpo tomar que a ideia que o originou será sempre a mesma.

Assim é esta ideia.

É com alegria que findo este mundo. A cortina desce sobre este lugar intemporal. Agradeço a todos os que me leram ao longo destes 3 anos de textos e mais textos.

Está na Hora de partir e desejar a todos um bem-haja, relembrando que as portas do conhecimento não estão em mais nenhum outro lugar se não em vós mesmos.


Mem Gimel

7 Comments:

Blogger sa.ra said...

é uma despedida?
:)

um até breve?

um grande abraço
um muito obrigada pela partilha!

abraço
dias muiti felizes!

3:07 da tarde  
Blogger Jorge Moreira said...

Obrigado Amigo por teres partilhado a Sabedoria.
Grande Abraço,

9:20 da manhã  
Blogger O Micróbio II said...

Bolas... já vim tarde!

10:51 da manhã  
Blogger LARA said...

Belissimo canto este.
É pena a partida, pois terás certamente muito mais para nos dar.

Abraço

12:52 da manhã  
Blogger isabel mendes ferreira said...

enorme beijooooooooooooooooooooo
_____________________
pascal.

6:23 da tarde  
Blogger Mustafa Şenalp said...

Your blog is very nice:)

12:56 da manhã  
Blogger anatema said...

Qué lástima, ahora que regresaba yo de mi Olimpo..........

Las ideas, sin ninguna duda, son lo que prevalece.

Suerte.

1:45 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home